ACESSIBILIDADE
TAMANHO DA FONTE:
A+
A
A-
  • serviços Cidadão

  • serviços Empresa

  • serviços Servidor

  • consulta Processos

  • Acesso à
    Informação
+
postado em 05 jun 2007 em Secretaria Infraestrutura Urbana

Safra de grãos cresce 4,7% em Goiás

Nono levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) da safra brasileira de grãos aponta maior crescimento nas culturas de milho total e algodão em caroço.



A produção goiana da safra de grãos 2006/07, estimada pelo nono levantamento da Conab nesta terça-feira, ficou em 11,18 milhões de toneladas. Esse valor representa crescimento de 4,7% em relação a safra anterior (10,6 milhões/t). Comparado ao último registro realizado em maio, quando a estimativa de produção foi de 11,4 milhões, os números permaneceram praticamente inalterados, mostrando apenas leve queda. Em contrapartida, a área plantada reduziu 3,2%, passando de 3,69 milhões de hectares para 3,57 milhões de hectares de 2005/06 para 2006/07.


As culturas que apresentam melhor desempenho foram: algodão em caroço, com aumento de 121,1 milhões/t para 154,1 milhões/t (27,2%) e algodão em caroço, milho total, que passou de 3,08 milhões/t para 3,84 (24,4%). Por outro lado, houve perdas na produção de soja, que passou de 6,39 milhões/t para 6,11 milhões/t (redução de 4,5%). No feijão total também houve redução, de 6,3% (diminuiu de 286,9 mil/t para 268,9 mil/t). Os motivos seriam a falta de chuva em março e abril na região.


No ranking nacional, Goiás aparece como 4º produtor de grãos (11,18 milhões/t) perdendo apenas para Paraná (28,4 milhões/t), Rio Grande do Sul (23,1 milhões/t) e Mato Grosso (22,6 milhões/t). O Estado aparece em 3º lugar na produção de algodão em caroço (248,5 mil/t), perdendo para Mato Grosso (2,03 milhões/t) e Bahia (1,00 milhões/t), 7º na de milho (3,84 milhões/t), ficando atrás de Paraná (14,06 milhões/t), Minas Gerais (6,32 milhões/t), Rio Grande do Sul (5,75 milhões/t), Mato Grosso (5,10 milhões/t), São Paulo (4,02 milhões/t) e Santa Catarina (3,89 milhões/t). Goiás é o 4ª produtor de soja (6,11 milhões/t), perdendo para Mato Grosso (15,27 milhões/t), Paraná (11,75 milhões/t), e Rio Grande do Sul (9,85 milhões/t).


Brasil – No País, a safra de grãos foi estimada em 130,68 milhões de toneladas e segue como o maior da história. É também 8,1% superior ao registrado na safra anterior, de 120,92 milhões/t. Já na comparação à pesquisa do mês passado (130,72 milhões t), houve pequeno ajuste para baixo de 0,04%. Estatisticamente, essa redução não altera o resultado divulgado em maio.


A manutenção se deve ao aumento na colheita de alguns produtos e a queda de outros. Em relação à colheita passada, o crescimento mais significativo é do milho total, com 19,2% (de 42,5 para 50,7 milhões/t), da soja, com 8,62% (53,4 para 58 milhões/t) e do algodão em caroço, com 35,9% (de 1,7 para 2,3 milhões/t). Por outro lado, há perdas no arroz de 2,7% (de 11,7 para 11,4 milhões/t) e no feijão total de 3% (de 3,5 para 3,4 milhões/t). Isso se deve à falta de chuva nos meses de março e abril na região Centro-Oeste e às baixas temperaturas que prejudicaram as lavouras no estado do Paraná, no mês passado.


Neste levantamento, foram também avaliados os primeiros números da produção de trigo para o ciclo 2007/08. A cultura registra um crescimento de 71,8% em relação à safra de 2006/07, saindo de 2,23 para 3,84 milhões/t. O aumento é reflexo da retomada de área e da recuperação da produtividade.


Plantio – Levando em conta as plantações do período passado, o estudo mostra que a área cultivada encolheu 2,7% (de 47,3 para 46,1 milhões hectares). A cultura mais atingida é a soja, que passou a ocupar uma área 7,1% menor (de 22,2 para 20,7 milhões de hectares). Por outro lado, o milho segunda safra teve a área ampliada em 32% (de 3,3 para 4,4 milhões de hectares).


O trabalho foi realizado por 68 técnicos, que estiveram em campo no período de 21 a 25 de maio, em 545 municípios. Foram distribuídos 1.635 questionários junto a representantes de cooperativas, associações e entidades públicas e privadas do setor produtivo.


 Seagro

Compartilhe notícia:

Telefones úteis

Lista telefones da Prefeitura

Executivo

Gabinete do Prefeito

64 3602-8030

Órgãos e Empresas Públicas

Procuradoria Geral do Município

64 3602-8026

AMT - Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito

64 3620-2069 / 3620-0007 e 156

IPARV – Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores de Rio Verde

64 2101-7100 , 2101-7101, 2101-7102

PROCON

64 3602-8600

AMAE/RV - Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Saneamento Básico

64 3620-2065 / 9 9264-3896

Hospital Materno Infantil Augusta Bastos (HMIAB)

64 36

Ouvidoria - Prefeitura de Rio Verde (GO)

64 3602-8080

Departamentos

CMEI Professora Judith Iara Alves Augusto

64 99284-7521

EMEF Professora Maria Dulce Rocha Duarte Barbosa

64 3620-2011 / 9 9278-2472

CMEI Caminho da Vida

64 3620-3228

Secretarias

Secretaria de Planejamento e Gestão

64 3602-8040 / 3602-8087

Controladoria Geral do Município

64 3602-8055

Secretaria de Assistência Social

64 3602-8800

Secretaria de Turismo

64 3620-2146

Secretaria da Fazenda

64 3624-2400 / 2413

Secretaria de Educação

64 3602-8200

Secretarias

Secretaria de Saúde

64 3602-8100 - 64 3602-8123

Secretaria de Ação Urbana e Serviços Públicos

64 3620-2131 / 3620-2141

Secretaria Infraestrutura Urbana

64 3602-7200

Secretaria de Infraestrutura Rural

64 3620-0012

Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável

64 3620-4130

Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento

64 3612-1944

Secretaria de Esportes e Lazer

64 3620-2081, 3620-2042, 3620-2119

Secretaria de Meio Ambiente

64 3602-8400

Secretaria de Comunicação Social

64 3602-8001

Secretaria de Cultura

64 3620-2071

Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária

64 3602-1281 / 64 992241507