MAPA DO SITE TELEFONES ÚTEIS
ACESSIBILIDADE
TAMANHO DA FONTE:
A+
A
A-
  • serviços Cidadão

  • serviços Empresa

  • serviços Servidor

  • consulta Processos

  • Acesso à
    Informação
+
postado em 08 maio 2006 em Gabinete do Prefeito

Rio Verde é o 1° a receber o programa Município Exportador

Rio Verde recebeu hoje a visita do secretário de Comércio Exterior do Estado (Secomex), Ovídio Antônio de Angelis, que se reuniu com o prefeito Paulo Roberto Cunha, empresários, secretários, representantes do setor produtivo, de instituições de ensino, entidades de classe e o presidente da Associação Comercial e Industrial de Rio Verde (Acirv), Oduvaldo Lopes Ferreira. O encontro aconteceu às 11 horas na Prefeitura Municipal, onde o Secretário fez uma apresentação do Programa Município Exportador, ressaltando que Rio Verde será o primeiro a lançá-lo, entre os 12 escritórios que serão implantados em todo Estado, além de receber o maior destaque na implantação do Projeto.   O Município foi escolhido em primeiro lugar pelo seu perfil de exportação, pois é o segundo maior exportador de Goiás e o primeiro da região Sudoeste. Rio Verde cresceu 233% em 2005 (US$182 milhões), na comparação com 2004 (US$ 25 milhões). Os principais produtos exportados em 2005 foram carnes suína, bovina e de frango, soja, milho e algodão. “O escritório exportador vai definir o que o mundo precisa, mas que Rio Verde ainda não produz e pode passar a produzir e a exportar e o que o mundo quer e que Rio Verde produz, mas que ainda não exporta”, destaca De Ângelis.   Ele acrescenta que Rio Verde tem tudo para investir no mercado interno de maneira eficaz: apoio bancário, matéria prima expressiva, verticalização da produção com a industrialização e apoio do empresariado local. “A Cidade se enquadra dentre as melhores para investimento, empreendedorismo, é um centro de produção de alta qualidade. Rio Verde é o celeiro de suprimento alimentar do mundo”.   As exportações em Goiás têm números expressivos, mas que não só pelas estatísticas possuem uma importância fundamental, mas pelas vantagens que oferecem: aumento do índice de emprego, elevando assim a renda, agregação de valor aos produtos, elevação da produção e da produtividade, o que fortalece as empresas, além do envolvimento com mercados internacionais possibilitando a expansão comercial e interferindo diretamente na economia local.   O programa Município Exportador é mais uma forma de unir forças do poder público, por meio da Prefeitura de Rio Verde; o Estado, com a Secretaria de Comércio Exterior (Secomex), em parceria com a Acirv, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Universidade de Rio Verde, Faculdade Objetivo, Sebrae, Correios, MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), empresários e instituições. Todos contribuirão de alguma forma com o “escritório de exportação” levando informações essenciais sobre exportação às empresas. “É fundamental o papel da Prefeitura na viabilização desse Projeto, pois é ela, juntamente com os parceiros, que irá trilhar os caminhos”, reforçou o secretário De Ângelis.   O Projeto vai realizar atividades de reciclagem empresarial, identificação de produtos e mercados, logística, presença em feiras, exposições e eventos relacionados ao mercado exportador, realização de cursos, além da relação direta com todos os mercados exportadores do mundo. Tudo isso como atividades principais pertencentes aos objetivos do Programa, que é a geração de emprego e renda, o aproveitamento das oportunidades comerciais, facilitação do acesso das empresas às informações sobre exportações.   As atividades iniciais de aplicação do Programa já estão sendo realizadas, com essa primeira reunião entre as lideranças locais e a Secretaria Estadual de Comércio Exterior. Os próximos passos serão: reunião de articulação, lançamento do Programa com a realização de um seminário (para essa etapa está prevista a presença do governador Alcides Rodrigues), a instalação do Núcleo de Apoio ao Exportador, a fase de contato propriamente dito com as empresas e por fim uma avaliação do Programa.   A intenção, segundo o Secretário, é que o lançamento do Projeto seja realizado o mais rápido possível, assim que os passos iniciais forem tomados e a comissão responsável pelos trabalhos seja montada. “Eu sugiro que se crie uma área de atuação dentro da Secretaria de Indústria e Comércio para gerir esse Projeto e que o trabalho seja rápido. É o caminho que a nossa Secretaria de Comércio Exterior tem para cobrar as ações que estão sendo feitas”.   O prefeito Paulo Roberto Cunha demonstrou muito interesse e determinou que essa comissão seja montada imediatamente para que todos comecem a trabalhar em conjunto, cada um com sua responsabilidade. “Nós precisamos dessa mudança de mentalidade. Já que temos poder de exportação, podemos ter muitas empresas exportando a mesma coisa, para que haja volume. Para isso, é preciso fazer um estudo e desenvolver ações imediatas”.   O encontro contou com a participação dos parceiros: representantes da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Sebrae, Fesurv; o diretor geral da Faculdade Objetivo, Fábio Buzzi Ferraz; diretor do Sindicato Rural, Elmírio Marques Júnior; o secretário de Governo, Rubens Leão; o secretário de Indústria e Comércio, Avelar Macedo; o vice-prefeito, Leonardo Veloso do Prado, além da imprensa local.   Segundo a avaliação desse primeiro passo, feita pelo secretário Ovídio de Ângelis, “Estou muito grato pela presença de todos vocês. Pude perceber que temos jovens aqui e é muito boa a preocupação que eles demonstram com esse setor. Eu vim aqui com o intuito de obter resultados e não apenas de fazer uma simples reunião e tenho certeza de que pela força econômica de Rio Verde temos condições de viabilizar o Projeto incorporando cada vez mais empresas. Rio Verde já é uma cidade internacionalizada”, finalizou.   Na reunião, foram debatidas também formas de melhorar a exportação do Centro-Oeste, como a utilização do Rio Araguaia como porto. “O rio Araguaia é uma solução para nossas exportações. Goiás, Mato Grosso e Tocantins teriam melhores condições de exportar seus produtos. É preciso que haja uma discussão acerca desse assunto, um estudo de viabilidade e logística, já que Rio Verde e nossa região são centros produtivos”, disse o prefeito Paulo Roberto Cunha. A respeito desse tema, o Secretário concordou e acrescentou sua preocupação com a logística. “Não adianta produzir sem entrar na competitividade dos produtos. É preciso investimento na área de transportes, infra-estrutura e todos o setores que oferecem os subsídios necessários para a melhoria nas exportações”.   Após o almoço, as autoridades seguiram para uma visita ao Dimpe (Distrito Industrial e Municipal de pequenas empresas).     Encomex   Rio Verde vai sediar no dia 14 de junho, a partir das 8 horas, o Encomex (Encontros de Comércio Exterior), como parte das principais atividades da Sudoexpo 2006. Será mais uma forma de incentivar os empresários a exportar os produtos de suas empresas, oferecendo a eles informações essenciais e uma oportunidade para que eles tirem suas dúvidas. Dentre os seus objetivos estão: promover a cultura exportadora, definir a exportação como prioridade nacional, mobilizar empresários e formadores de opinião, fornecer conhecimento sobre as ações desenvolvidos pelo Governo para facilitar as exportações e fortalecer os canais de comunicação entre o Governo e a iniciativa privada.   Serão realizadas palestras, com palestrantes de renome nacional, como o Ministro de Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior, Fernando Furlan e três temas principais: “Políticas e Ações de Comércio Exterior”, “Instrumentos de Apoio e Estímulo ás exportações” e “Mecanismos de Financiamento ao Comércio Exterior”.   “Essa será uma boa oportunidade para nosso exportador e para o empresariado. Envolve todos os segmentos da exportação, é um avanço, onde o empreendedor poderá refletir mais”, destacou o secretário estadual de Comércio Exterior, Ovídio Antônio de Ângelis.   Haverá também a montagem de oficinas setoriais, do balcão de serviços, onde haverá stand das empresas parceiras do evento que estarão esclarecendo dúvidas e o show room – espaço destinado à mostra de produtos exportados da região. Os interessados não terão custos para participar do evento, bastar fazer sua inscrição antecipadamente em locais ainda a serem definidos. As pré-reservas já podem ser feitas na Associação Comercial e Industrial de Rio Verde (Acirv).    

Compartilhe notícia:

Telefones úteis

Lista telefones da Prefeitura

Executivo

Gabinete do Prefeito

64 3602-8030

Órgãos e Empresas Públicas

Chefia de Gabinete do Prefeito

64 3602-8030, 3602-8048

Procuradoria Geral do Município

64 3602-8026

AMT - Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito

64 3620-2069 / 3620-0007 e 156

IPARV – Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores de Rio Verde

64 2101-7100 , 2101-7101, 2101-7102

PROCON

64 3602-8600

AMAE/RV - Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Saneamento Básico

64 3620-2065 / 9 9264-3896

Secretarias

Secretaria de Planejamento e Gestão

64 3602-8040 / 3602-8035

Controladoria Geral do Município

64 3602-8055

Secretaria de Assistência Social

64 3602-8800

Secretaria da Fazenda

64 3624-2400 / 2413

Secretaria de Educação

64 3602-8200

Secretarias

Secretaria de Saúde

64 3602-8100 - 64 36028123

Secretaria de Ação Urbana e Serviços Públicos

64 3620-3203 / 64 3620-2131

Secretaria Infraestrutura Urbana

64 3602-7200

Secretaria de Infraestrutura Rural

64 3620-0012

Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo

64 3620-4130

Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento

64 3612-1944

Secretaria de Esportes e Lazer

64 3620-2081, 3620-2042, 3620-2119

Secretaria de Meio Ambiente

64 3602-8400

Secretaria de Comunicação Social

64 3602-8001

FMC - Fundação Municipal de Cultura

64 3620-2071

Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária

64 3602-1281 / 64 992241507