ACESSIBILIDADE
TAMANHO DA FONTE:
A+
A
A-
  • serviços Cidadão

  • serviços Empresa

  • serviços Servidor

  • consulta Processos

  • Acesso à
    Informação
+
postado em 08 jan 2008 em Notícias

Produção agrícola sobe nos próximos três anos

 

Os preços dos produtos agrícolas podem subir durante mais dois ou três anos - e o açúcar não-refinado (demerara) deve avançar 20% este ano por causa da demanda pelo produto destinado à fabricação de etanol, segundo o Commerzbank AG.   Esse ciclo ainda é muito novo no momento. Ele não tem nem dois anos comparativamente aos de outros setores, como o de metais industriais, o de metais preciosos ou de energia - disse Eugen Weinberg, analista do setor de commodities do Commerzbank em Frankfurt. - Nós estamos bem no começo do ciclo.   O preço do trigo dobrou no período de um ano, comparativamente à alta de 33% do Índice UBS Bloomberg de Commodities de Vencimento Constante, de 26 commodities, que inclui a platina e o petróleo bruto. O milho, o açúcar não-refinado e o algodão devem registrar as maiores altas este ano, enquanto o trigo poderá não subir muito à medida que os agricultores aumentem sua produção, de acordo com o analista.   Weinberg acredita que o preço do milho poderá superar os US$ 5 por bushel este ano, a partir dos aproximadamente US$ 4,66 praticados hoje, e o algodão pode subir para 80 centavos por libra até 2010, comparativamente aos 68 centavos.   O açúcar não-refinado pode superar os 13 centavos até o final deste ano e subir mais 20 centavos nos próximos três anos - declarou.   O analista acredita que os agricultores provavelmente migrarão parte de suas lavouras para o trigo e a soja este ano, o que vai gerar a redução na produção de milho e algodão. O trigo e a soja subiram mais de 75% no ano passado, o algodão avançou 21% e o milho registrou alta de 17%.  A produção de milho este ano será menor do que a estimada e, portanto, prevejo preços mais elevados - disse Weinberg.   A demanda por combustíveis alternativos devido à alta do preço do petróleo bruto, segundo o executivo, vai reforçar a alta do açúcar e do milho utilizados na fabricação de etanol. À medida que os consumidores da Ásia ingerirem mais carne, óleos e gorduras, será necessária uma quantidade maior de grãos para alimentar o gado bovino e suíno, e isto vai aumentar as pressões sobre a oferta destes produtos.   O algodão também se beneficiará da alta dos preços dos combustíveis, uma vez que as fabricantes de produtos têxteis migrarão do poliéster, fabricado a partir do petróleo, para produtos feitos com a fibra natural.   Os custos de produção do poliéster estão subindo e, portanto, a demanda pela alternativa, que é o algodão, também está crescendo - completou Weinberg.Em relação ao cacau, o executivo estima que este produto avance para US$ 2.500 a tonelada até 2010, a partir dos cerca de US$ 2.100, em grande parte, pelo aumento da demanda por chocolate na Ásia.   Fonte: Jornal do Brasil

 

Compartilhe notícia:

Telefones úteis

Lista telefones da Prefeitura

Executivo

Gabinete do Prefeito

64 3602-8030

Órgãos e Empresas Públicas

Procuradoria Geral do Município

64 3602-8026

AMT - Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito

64 3620-2069 / 3620-0007 e 156

IPARV – Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores de Rio Verde

64 2101-7100 , 2101-7101, 2101-7102

PROCON

64 3602-8600

AMAE/RV - Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Saneamento Básico

64 3620-2065 / 9 9264-3896

Hospital Materno Infantil Augusta Bastos (HMIAB)

64 36

Departamentos

CMEI Professora Judith Iara Alves Augusto

64 99284-7521

EMEF Professora Maria Dulce Rocha Duarte Barbosa

64 3620-2011 / 9 9278-2472

CMEI Caminho da Vida

64 3620-3228

Secretarias

Secretaria de Planejamento e Gestão

64 3602-8040 / 3602-8087

Controladoria Geral do Município

64 3602-8055

Secretaria de Assistência Social

64 3602-8800

Secretaria de Turismo

64 3620-2146

Secretaria da Fazenda

64 3624-2400 / 2413

Secretaria de Educação

64 3602-8200

Secretarias

Secretaria de Saúde

64 3602-8100 - 64 3602-8123

Secretaria de Ação Urbana e Serviços Públicos

64 3620-2131 / 3620-2141

Secretaria Infraestrutura Urbana

64 3602-7200

Secretaria de Infraestrutura Rural

64 3620-0012

Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável

64 3620-4130

Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento

64 3612-1944

Secretaria de Esportes e Lazer

64 3620-2081, 3620-2042, 3620-2119

Secretaria de Meio Ambiente

64 3602-8400

Secretaria de Comunicação Social

64 3602-8001

Secretaria de Cultura

64 3620-2071

Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária

64 3602-1281 / 64 992241507