Prefeitura realiza campanha de prevenção da Hipertensão Arterial - Prefeitura Municipal de Rio Verde
MAPA DO SITE TELEFONES ÚTEIS
ACESSIBILIDADE
TAMANHO DA FONTE:
A+
A
A-
  • serviços Cidadão

  • serviços Empresa

  • serviços Servidor

  • consulta Processos

  • Acesso à
    Informação
+
postado em 25 abr 2006 em Secretaria de Saúde

Prefeitura realiza campanha de prevenção da Hipertensão Arterial

A Prefeitura de Rio Verde, por meio da Secretaria de Saúde, vai realizar nessa quarta-feira, dia 26, uma Campanha comemorativa ao Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, com exames preventivos e o cadastramento para o acompanhamento da Hipertensão da população rio-verdense.   Participarão da Campanha o Cais, todos os postos de saúde, inclusive os dos distritos de Riverlândia, Ouroana e Lagoa do Bauzinho e os PSFs (Programa Saúde da Família), com nove equipes. Durante todo dia 26, das 8 às 17 horas, os acadêmicos da Cidade estarão nos postos de saúde e no Calçadão fazendo o trabalho de medição de pressão e outros.   “É muito importante que a população compareça aos locais onde a Campanha estará acontecendo, para se prevenir e esclarecer suas dúvidas sobre Hipertensão Arterial. Por isso, peço a participação de todos”, destaca o secretário de Saúde, Eduardo Martins.     A Hipertensão Arterial   A Hipertensão Arterial é uma doença crônica degenerativa mais comum em nosso meio. Ela é uma das maiores causadoras no desenvolvimento de complicações, tais como acidente vascular cerebral (derrame), infarto do miocárdio e insuficiência cardíaca. Existem dois tipos de hipertensão arterial (HA): - hipertensão primária: caracterizada por não haver uma causa conhecida - hipertensão secundária: é possível identificar uma causa para a hipertensão, como problemas renais, problemas na artéria aorta, tumores e algumas doenças endocrinológicas Todas as pessoas, mesmo que não sintam nada, devem verificar a pressão com seu médico pelo menos uma vez por ano. Causas É um problema que afeta homens e mulheres. Sabe-se que, além da herança familiar, hábitos como comer muito sal, viver com estresse, estar com peso acima do ideal, não fazer exercícios e tomar bebidas alcoólicas em excesso, também ajudam a pressão a subir.   Diagnóstico     O diagnóstico é feito através da medida da pressão arterial, com a ajuda de um esfigmomanômetro. Existem alguns fatores que alteram a pressão arterial, portanto uma medida isolada da pressão arterial não é suficiente para tal diagnóstico, sendo necessário, quando da suspeita de HA, várias medidas em momentos diferentes do dia. Hoje já existe disponível um sistema de monitorização ambulatorial da pressão arterial, o MAPA, que torna mais fácil e certo o diagnóstico da HA, no qual alguns pacientes são submetidos durante 24 horas à medida sistemática de sua pressão arterial, durante as várias atividades de seu dia, quando houver a necessidade de indicação médica precisa. Em termos de valores de pressão arterial, considera-se como normais os valores até 140 para a pressão arterial máxima (sistólica) de até 90 para a pressão mínima (diastólica). A partir destes valores, até 159/94 classificam-se como hipertensão limítrofe, e como hipertensão definida os níveis preocupantes superiores ou iguais a 160/95. Apesar destes critérios, sabe-se que quanto maior a pressão arterial (sistólica ou diastólica) maior será a mortalidade e as complicações associadas.   Tratamento    O tratamento pode ser medicamentoso e não-medicamentoso. Qualquer que seja a opção é muito importante obter-se a adesão continuada do paciente às medidas recomendadas. Recomendações não farmacológicas úteis no tratamento da hipertensão arterial: - Tratar a obesidade como principal objetivo; reduzir a ingestão de sal para no máximo 5 g por dia; aumentar a ingestão de frutas e verduras, para obter maior ingestão de potássio; limitar a ingestão de álcool a menos de 40mg por dia ( i.e. 1 cerveja ou 1/2 garrafa vinho ou 1 dose de destilado ), realizar exercícios físicos regularmente; reduzir a ingestão de gorduras saturadas e carboidratos refinados; parar de fumar. Do ponto de vista medicamentoso, existe uma gama de medicações eficazes no controle da hipertensão, cabendo ao seu médico a escolha de uma ou mais drogas, de acordo com a gravidade e com as patologias associadas. É fundamental que o tratamento medicamentoso seja feito sob orientação médica.   Informações retiradas do site da Sociedade Brasileira de Cardiologia – http://prevencao.cardiol.br/                                    

Compartilhe notícia:

Telefones úteis

Lista telefones da Prefeitura

Executivo

Gabinete do Prefeito

64 3602-8030

Órgãos e Empresas Públicas

Chefia de Gabinete do Prefeito

64 3602-8030, 3602-8048

Procuradoria Geral do Município

64 3602-8026

AMT - Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito

64 3620-2069 / 3620-0007 e 156

IPARV – Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores de Rio Verde

64 2101-7100 , 2101-7101, 2101-7102

PROCON

64 3602-8600

AMAE/RV - Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Saneamento Básico

64 3620-2065 / 9 9264-3896

Secretarias

Secretaria de Planejamento e Gestão

64 3602-8040 / 3602-8035

Controladoria Geral do Município

64 3602-8055

Secretaria de Assistência Social

64 3602-8800

Secretaria da Fazenda

64 3624-2400 / 2413

Secretaria de Educação

64 3602-8200

Secretarias

Secretaria de Saúde

64 3602-8100 - 64 36028123

Secretaria de Ação Urbana e Serviços Públicos

64 3620-3203 / 64 3620-2131

Secretaria Infraestrutura Urbana

64 3602-7200

Secretaria de Infraestrutura Rural

64 3620-0012

Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo

64 3620-4130

Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento

64 3612-1944

Secretaria de Esportes e Lazer

64 3620-2081, 3620-2042, 3620-2119

Secretaria de Meio Ambiente

64 3602-8400

Secretaria de Comunicação Social

64 3602-8001

FMC - Fundação Municipal de Cultura

64 3620-2071

Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária

64 3602-1281 / 64 992241507