Prefeitura inicia combate contra dengue com mutirão na região norte da cidade - Prefeitura Municipal de Rio Verde
ACESSIBILIDADE
TAMANHO DA FONTE:
A+
A
A-
  • serviços Cidadão

  • serviços Empresa

  • serviços Servidor

  • consulta Processos

  • Acesso à
    Informação
+
postado em 09 fev 2015 em Secretaria de Comunicação Social

Prefeitura inicia combate contra dengue com mutirão na região norte da cidade

A Prefeitura de Rio Verde realizou neste sábado, 7, o Dia “D” da dengue chamado “Rio Verde em Movimento Contra a Dengue”. Essa ação aconteceu com a parceria das Secretarias Municipais de Ação Urbana e Serviços Públicos; Comunicação; Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano; Infraestrutura Rural e Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica e da Coordenação Técnica do Núcleo de Vigilância.

 

De acordo com Patrice Cristine Guimarães, coordenadora da Vigilância Sanitária, o mutirão começa na região norte, atendendo os bairros: Dom Miguel, Maurício Arantes, Dimpe, Monte Sião, Céu Azul, Girassol, Liberdade, Bairro Martins, Anhanguera, Primavera, Eldorado, Pauzanes, Veneza, Maranata, Arco Íris I e II, Santo Agostinho e Dona Gercina. Os trabalhos levarão duas semanas para serem concluídos. Segundo a coordenadora, participarão 40 agentes nesta ação, onde serão visitados 10 mil imóveis. Ela ainda diz que os agentes visitarão as casas e imediatamente já retirarão possíveis criadouros. Dessa forma, a Prefeitura informa à população sobre as consequências de deixar água parada em seu quintal.

 

Para Jamilton de Freitas Pimenta, coordenador de Endemias, com a chegada da Febre Chicungunha no Brasil, devemos ter ainda mais zelo com os lotes, mais responsabilidade sobre onde jogamos nosso lixo e mais consciência sobre nossas atitudes em relação ao meio ambiente. O coordenador ainda lembra que a Febre tem o mesmo vetor que a dengue, ou seja, ambas são transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti.

 

Toda ação está focada na conscientização da população sobre como prevenir a proliferação de larvas em seus quintais e lotes. É importante saber que o mosquito da dengue tem uma fase de vida aquática, isto é, que precisa de água para o seu desenvolvimento, passando por ovo, larva e pupa. A larva do mosquito tem um tamanho que varia de 2 a 6 milímetros, é ativa (movimenta-se na água) e é fácil de ser visualizada. Após o período de larva, que dura cerca de cinco a seis dias, é a fase de pupa (mais dois dias) e depois o mosquito passa para a fase adulta, na forma em que pode transmitir a dengue e a febre.

 

Por isso, a Prefeitura de Rio Verde está empenhada no combate dos possíveis criadouros de mosquito através da limpeza de lotes, com retirada de entulho e roçagem do mato. Para Antônio Roseni, Secretário de Ação Urbana, o trabalho de limpeza dos lotes é apenas uma parte do combate à dengue. Ele diz que a conscientização da população sobre o destino do lixo de suas casas e de suas construções será fundamental no combate dessa doença que faz muitas vítimas todos os anos no Brasil.

 

 

Conheça a Dengue

Quando surgem, os sintomas costumam evoluir em obediência a três formas clínicas:

 

· dengue clássica, forma benigna, similar à gripe;

· dengue hemorrágica, mais grave, caracterizada por alterações da coagulação sanguínea;

· e a chamada síndrome do choque associado à dengue, forma raríssima, mas que pode levar à morte, se não houver atendimento especializado.

 

Recomendações

· Dengue é uma doença que pode evoluir rapidamente da forma clássica para quadros de maior gravidade;

· A pessoa só desenvolve imunidade para o tipo de vírus que contraiu e pode infectar-se com outro sorotipo, o que aumenta o risco de doença hemorrágica;

· A identificação precoce dos casos de dengue é de importância fundamental para o controle das epidemias;

· Combater os focos do mosquito transmissor é a única maneira de prevenir a transmissão da doença.

 

 

CONHEÇA A FEBRE CHICUNGUNHA


· Seu ciclo de transmissão é mais rápido do que o da dengue. Em no máximo sete dias a contar do momento em que foi infectado, o mosquito começa a transmitir o CHIKV para uma população que não possui anticorpos contra ele;

· Na fase aguda da chicungunha, a febre é alta, aparece de repente e vem acompanhada de dor de cabeça, mialgia (dor muscular), exantema (erupção na pele), conjuntivite e dor nas articulações (poliartrite);

· Sintoma mais característico da enfermidade: dor forte nas articulações, tão forte que chega a impedir os movimentos e pode perdurar por meses depois que a febre vai embora;

· Ao contrário do que acontece com a dengue (que provoca dor no corpo todo), não existe uma forma hemorrágica da doença e é raro surgirem complicações graves, embora a artrite possa continuar ativa por muito tempo.

 

Recomendações


· Na fase aguda, o tratamento contra a febre chicungunha é sintomático. Analgésicos e antitérmicos são indicados para aliviar os sintomas. Manter o doente bem hidratado é medida essencial para a recuperação;

· Quando a febre desaparece, mas a dor nas articulações persiste, podem ser introduzidos medicamentos anti-inflamatórios e fisioterapia;

 

FIQUE SABENDO
Segundo dados fornecidos pelo Ministério da Saúde, até 15 de novembro de 2014, foram registrados 1.364 novos casos da doença. Os casos confirmados no Brasil foram notificados para a Organização Mundial da Saúde (OMS).  

 

                       Fotos: Charlene Carmo

Gestores se unem a favor da conscientização da população

 

Agentes são importantes no trabalho de conscientização da população

 

Fumacê feito pelos agentes faz com que o trabalho seja mais efetivo contra a dengue

 

Tratores fazem a roçagem de lotes pra diminuir os vetores de transmissão da dengue

 

Máquinas auxiliam na limpeza dos lotes com retiradas de entulhos

 

 

 

 

 

Compartilhe notícia:

Telefones úteis

Lista telefones da Prefeitura

Executivo

Gabinete do Prefeito

64 3602-8030

Órgãos e Empresas Públicas

Procuradoria Geral do Município

64 3602-8026

AMT - Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito

64 3620-2069 / 3620-0007 e 156

IPARV – Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores de Rio Verde

64 2101-7100 , 2101-7101, 2101-7102

PROCON

64 3602-8600

AMAE/RV - Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Saneamento Básico

64 3620-2065 / 9 9264-3896

Hospital Materno Infantil Augusta Bastos (HMIAB)

64 36

Ouvidoria - Prefeitura de Rio Verde (GO)

64 3602-8080

Departamentos

CMEI Professora Judith Iara Alves Augusto

64 99284-7521

EMEF Professora Maria Dulce Rocha Duarte Barbosa

64 3620-2011 / 9 9278-2472

CMEI Caminho da Vida

64 3620-3228

Secretarias

Secretaria de Planejamento e Gestão

64 3602-8040 / 3602-8087

Controladoria Geral do Município

64 3602-8055

Secretaria de Assistência Social

64 3602-8800

Secretaria de Turismo

64 3620-2146

Secretaria da Fazenda

64 3624-2400 / 2413

Secretaria de Educação

64 3602-8200

Secretarias

Secretaria de Saúde

64 3602-8100 - 64 3602-8123

Secretaria de Ação Urbana e Serviços Públicos

64 3620-2131 / 3620-2141

Secretaria Infraestrutura Urbana

64 3602-7200

Secretaria de Infraestrutura Rural

64 3620-0012

Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável

64 3620-4130

Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento

64 3612-1944

Secretaria de Esportes e Lazer

64 3620-2081, 3620-2042, 3620-2119

Secretaria de Meio Ambiente

64 3602-8400

Secretaria de Comunicação Social

64 3602-8001

Secretaria de Cultura

64 3620-2071

Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária

64 3602-1281 / 64 992241507