ACESSIBILIDADE
TAMANHO DA FONTE:
A+
A
A-
  • serviços Cidadão

  • serviços Empresa

  • serviços Servidor

  • consulta Processos

  • Acesso à
    Informação
+
postado em 08 nov 2007 em Gabinete do Prefeito

Leite goiano não oferece riscos à saúde, afirma Agrodefesa

A Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), vinculada à secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás (SEAGRO), divulgou hoje (07/11) o laudo de análise de 60 amostras de leite realizada nos dias 25, 26, 29 e 30 de outubro desse ano. A entrevista coletiva foi concedida pelo chefe de fiscalização do órgão, Eurípedes Amorim. Ele afirmou que não foi detectada presença de substâncias estranhas (conservantes, inibidores e estabilizantes) em nenhuma amostra coletada e analisada.   As amostras coletadas passaram por 343 provas, sendo que 18 delas estavam em desacordo com os padrões. Nove estabelecimentos também apresentaram problemas. Esse quantitativo é responsável pelo empacotamento de 5,9 mil litros/dia, o que representa 0,7% do leite pausterizado consumido no Estado.   Na entrevista, Eurípedes informou que as irregularidades encontradas não representam riscos à saúde do consumidor. Ele ressaltou que os problemas referem-se à adição de água e ao nível de acidez do produto, que não fugiram muito à média permitida. "Nenhuma substância estranha foi encontrada nas 60 amostras".   No resumo consta que a produção de leite pausterizado em Goiás é de cerca de 8 milhões litros de leite por dia, sendo consumidos em torno de 800 mil litros/dia. Os estabelecimentos laticinistas registrados na Agrodefesa somam 170 e os que possuem registro e fazem o serviço de empacotamento representam 57. O total de leite em saquinho, empacotados pelos 57 estabelecimentos, geram cerca de 55 mil litros/dia, o que representa 6,8% do total do leite consumido no Estado.   Em Goiás, o setor leiteiro gera cerca de 220 mil empregos diretos e indiretos e 300 laticínios. São 55 mil produtores responsáveis pela produção de 2,836 bilhões de litros de leite por ano. O Estado está em segundo lugar no ranking nacional. O setor movimento em torno de R$ 10 bilhões de reais anualmente, segundo dados da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg).   A fiscalização fica por conta da Superintendência Federal de Agricultura em Goiás, Agrodefesa, e Vigilância Sanitária estadual e municipal. Médicos veterinários contratados e credenciados são os responsáveis pelo trabalho.  

Fonte: Seagro

Compartilhe notícia:

Telefones úteis

Lista telefones da Prefeitura

Executivo

Gabinete do Prefeito

64 3602-8030

Órgãos e Empresas Públicas

Procuradoria Geral do Município

64 3602-8026

AMT - Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito

64 3620-2069 / 3620-0007 e 156

IPARV – Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores de Rio Verde

64 2101-7100 , 2101-7101, 2101-7102

PROCON

64 3602-8600

AMAE/RV - Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Saneamento Básico

64 3620-2065 / 9 9264-3896

Hospital Materno Infantil Augusta Bastos (HMIAB)

64 36

Departamentos

CMEI Professora Judith Iara Alves Augusto

64 99284-7521

EMEF Professora Maria Dulce Rocha Duarte Barbosa

64 3620-2011 / 9 9278-2472

CMEI Caminho da Vida

64 3620-3228

Secretarias

Secretaria de Planejamento e Gestão

64 3602-8040 / 3602-8087

Controladoria Geral do Município

64 3602-8055

Secretaria de Assistência Social

64 3602-8800

Secretaria de Turismo

64 3620-2146

Secretaria da Fazenda

64 3624-2400 / 2413

Secretaria de Educação

64 3602-8200

Secretarias

Secretaria de Saúde

64 3602-8100 - 64 3602-8123

Secretaria de Ação Urbana e Serviços Públicos

64 3620-2131 / 3620-2141

Secretaria Infraestrutura Urbana

64 3602-7200

Secretaria de Infraestrutura Rural

64 3620-0012

Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável

64 3620-4130

Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento

64 3612-1944

Secretaria de Esportes e Lazer

64 3620-2081, 3620-2042, 3620-2119

Secretaria de Meio Ambiente

64 3602-8400

Secretaria de Comunicação Social

64 3602-8001

Secretaria de Cultura

64 3620-2071

Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária

64 3602-1281 / 64 992241507