ACESSIBILIDADE
TAMANHO DA FONTE:
A+
A
A-
  • serviços Cidadão

  • serviços Empresa

  • serviços Servidor

  • consulta Processos

  • Acesso à
    Informação
+
postado em 05 dez 2007 em Notícias

Conesan apresenta proposta e ações de segurança alimentar e nutricional

O Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de Goiás (Conesan/GO) apresenta amanhã (06/12), às 08 horas, na secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seagro), as propostas e ações definidas em reuniões anteriores para formulação do Plano de Infra-estrutura do Conselho e do documento final: “Propostas e Ações de Segurança Alimentar e Nutricional de Goiás”. As questões serão apreciadas pelo secretário Leonardo Veloso, conselheiros e demais participantes e depois enviadas para aprovação do governador Alcides Rodrigues.

Uma das idéias, segundo o secretário-executivo do Conesan-GO, Nirlan Arruda de Abreu, é futuramente constituir conselhos municipais e fortalecer os que já existem. “Queremos constituir órgãos de proposições, de discussões de idéias, planos de trabalho, para depois termos um órgão executor”. Ele está otimista com a reunião e a continuidade do processo, visto o sucesso da Semana Mundial de Alimentação, ocorrida em outubro desse ano. “O interesse pela alimentação está crescendo cada dia mais, o número de vagas nas universidades para os cursos que envolvem o tema está aumentando. A população está preocupada com a saúde e sabe que uma alimentação saudável pode prevenir doenças”.

O Conesan, criado pelo Decreto Estadual nº 5997/2004, dá suporte aos Programas Lavoura, Horta Comunitária e demais projetos desenvolvidos pela Seagro. O documento final contém as discussões fruto das Conferências Estadual e Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, realizada nos meses de abril e julho desse ano. O documento tem por objetivo contribuir e promover ações conjuntas de políticas públicas de segurança alimentar e nutricional às famílias de baixa renda, garantindo a inclusão social delas ao atendimento básico à alimentação adequada, com qualidade e em quantidade suficiente.

Estarão presentes os conselheiros, o presidente do Conesan, Pedro Monteiro Torres Neto, e demais participantes interessados na área.

As propostas se baseiam em quatro eixos: questões institucionais (eixo 01), produção (eixo 02), saúde (eixo 03) e acesso (eixo 04). Confira os principais pontos:

Eixo 01:

  • Estimular a criação de Conselhos Municipais de Segurança Alimentar e Nutricional (Comseas) nos locais que ainda não possuem;

  • Reforçar a atuação daqueles que existem;

  • Criar mecanismos que possam exigir dos governos federais, estaduais e municipais, com promoção de programas sociais de ações integradas, que apontem saída do Estado de exclusão e vulnerabilidade, na busca de emprego e renda, quer seja urbano ou rural, com reforma agrária, aproveitando os sistemas de hortas e lavouras comunitárias, cooperativas de reciclagem de lixo, artesanato, dentre outros;

  • Criar uma lei de preservação do cerrado e encaminhar ao governo estadual.

Eixo 02:

  • Educação e fortalecimento da agricultura familiar, enfocando a diversificação de culturas e mecanização das pequenas propriedades;

  • Criar incentivos da agricultura orgânica;

  • Canalização de parte da produção dos assentamentos para composição das cestas básicas que os acampados da reforma agrária recebem;

  • Implantar educação nutricional nas escolas com incentivo ao reaproveitamento dos alimentos;

  • Fortalecer o programa de sementes criolas;

  • Educação continuada de técnicos do Programa Saúde da Família, formando uma equipe multidisciplinar, para melhor conscientização da família.

Eixo 03:

  • Disponibilização de equipamentos para facilitar o trabalho das pessoas físicas com baixa renda;

  • Apoio aos pequenos produtores para beneficiamento da sua produção, com destaque para produção de leite e seus derivados e compra pelo governo (Conab) para utilização na alimentação escolar;

  • Implementação de programas de reciclagem de lixo para geração de renda;

  • Capacitação de jovens para produção de alimentos orgânicos a serem comercializados em feiras, em parceria com inciativa pública e privada;

  • Utilização de subprodutos do Ceasa para geração de renda (alimentos processados);

  • Criar e incentivar centros de comercialização de economia solidária (projeto do governo federal).

Eixo 04:

  • Realizar trabalho de educação alimentar e nutricional, envolvendo as famílias das diversas etnias e grupos etários em Organizações não Governamentais (ONGs) e escolas como processo educativo e nos eventos de promoção de saúde, a exemplo da Semana Mundial de Alimentação;

  • Capacitar os profissionais que atuam nas entidades públicas e privadas ligadas à segurança alimentar e nutricional, de forma especial os agentes do PSF, que têm contato direto com as famílias;

  • Criação de um programa de segurança alimentar e nutricional para o desenvolvimento de ações educativas da população sobre acondicionamento e desperdício de alimentos, sendo um pré-requisito aos beneficiados por programas de doação de alimentos e outros benefícios sociais, a freqüência nestas atividades;

  • Propor envolvimento das universidades públicas e privadas que trabalham com cursos da área de nutrição, gastronomia, agronomia, dentre outros, sugerindo uma extensão universitária.


Fonte: Ascom Seagro


 



 

Compartilhe notícia:

Telefones úteis

Lista telefones da Prefeitura

Executivo

Gabinete do Prefeito

64 3602-8030

Órgãos e Empresas Públicas

Procuradoria Geral do Município

64 3602-8026

AMT - Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito

64 3620-2069 / 3620-0007 e 156

IPARV – Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores de Rio Verde

64 2101-7100 , 2101-7101, 2101-7102

PROCON

64 3602-8600

AMAE/RV - Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Saneamento Básico

64 3620-2065 / 9 9264-3896

Hospital Materno Infantil Augusta Bastos (HMIAB)

64 36

Departamentos

CMEI Professora Judith Iara Alves Augusto

64 99284-7521

EMEF Professora Maria Dulce Rocha Duarte Barbosa

64 3620-2011 / 9 9278-2472

CMEI Caminho da Vida

64 3620-3228

Secretarias

Secretaria de Planejamento e Gestão

64 3602-8040 / 3602-8087

Controladoria Geral do Município

64 3602-8055

Secretaria de Assistência Social

64 3602-8800

Secretaria de Turismo

64 3620-2146

Secretaria da Fazenda

64 3624-2400 / 2413

Secretaria de Educação

64 3602-8200

Secretarias

Secretaria de Saúde

64 3602-8100 - 64 3602-8123

Secretaria de Ação Urbana e Serviços Públicos

64 3620-2131 / 3620-2141

Secretaria Infraestrutura Urbana

64 3602-7200

Secretaria de Infraestrutura Rural

64 3620-0012

Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável

64 3620-4130

Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento

64 3612-1944

Secretaria de Esportes e Lazer

64 3620-2081, 3620-2042, 3620-2119

Secretaria de Meio Ambiente

64 3602-8400

Secretaria de Comunicação Social

64 3602-8001

Secretaria de Cultura

64 3620-2071

Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária

64 3602-1281 / 64 992241507