ACESSIBILIDADE
TAMANHO DA FONTE:
A+
A
A-
  • serviços Cidadão

  • serviços Empresa

  • serviços Servidor

  • consulta Processos

  • Acesso à
    Informação
+
postado em 08 fev 2007 em Notícias

Chuvas prejudicam asfalto de Rio Verde: Secretário de Obras fala sobre o assunto

O secretário de Obras da Prefeitura de Rio Verde, Lélio Guimarães, falou na manhã de hoje, 08, no Jornal 96 FM, da Rádio 96, dos buracos no asfalto da Cidade. Segundo o Secretário, os primeiros asfaltos foram feitos com tecnologia diferente das de hoje e estão muito antigos. “Temos asfalto aqui que foram feitos há mais de 35 anos. Temos alguns mais novos, mas que sofreram cargas muito intensas, como o das avenidas João Belo, Presidente Vargas e Pauzanes”.   Lélio explicou que todo o trabalho feito em período chuvoso corre riscos, porque o asfalto necessita de um período de cura para endurecer. Existe ainda o problema de que alguns bairros, como o Popular, a pavimentação foi feita sem a construção da rede pluvial, o que provoca o acúmulo de água, em alguns casos.   “Precisamos de um programa de recapeamento e o prefeito Paulo Roberto Cunha já tem esse programa, porém não foi possível implementá-lo todo no ano passado. Tentamos um recapeamento mais barato para que atingíssemos mais bairros. Tivemos reclamação do recapeamento na Vila Bailão, mas agora a população está entendendo que ele está protegendo o asfalto e não tem buraco onde foi recapeado. Acredito que esse programa será bastante intensificado neste ano”, diz Lélio.   Segundo o Secretário, o asfalto quente é melhor do que o frio, mas o custo daquele é três vezes maior. O frio custa R$ 4,50 o metro quadrado, enquanto o quente chega a R$13,50. “A alta variação não permite que façamos a mesma quantidade de área com menos dinheiro. Por isso, temos que selecionar aonde vai asfalto quente e aonde vai o frio”, destaca. Mas para ele, a principal dificuldade de se trabalhar com o asfalto quente são os problemas de logísticas, já que não se pode trabalhar com ele em períodos de chuva.   Durante a entrevista, Lélio foi questionado ainda sobre os problemas de esgoto, que afeta alguns pontos da Cidade, mas, de acordo com ele, este é um problema da Saneago. “Estamos lutando há 03 anos para que a Saneago terceirize o tapa buraco dos seus cortes no asfalto. A prefeitura não tem a obrigação de fazer esse trabalho, mas faz porque a Saneago não toma iniciativa de terceirizar e porque o Prefeito não quer deixar Rio Verde cheia de buracos”, explica.

Compartilhe notícia:

Telefones úteis

Lista telefones da Prefeitura

Executivo

Gabinete do Prefeito

64 3602-8030

Órgãos e Empresas Públicas

Procuradoria Geral do Município

64 3602-8026

AMT - Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito

64 3620-2069 / 3620-0007 e 156

IPARV – Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores de Rio Verde

64 2101-7100 , 2101-7101, 2101-7102

PROCON

64 3602-8600

AMAE/RV - Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Saneamento Básico

64 3620-2065 / 9 9264-3896

Hospital Materno Infantil Augusta Bastos (HMIAB)

64 36

Departamentos

CMEI Professora Judith Iara Alves Augusto

64 99284-7521

EMEF Professora Maria Dulce Rocha Duarte Barbosa

64 3620-2011 / 9 9278-2472

CMEI Caminho da Vida

64 3620-3228

Secretarias

Secretaria de Planejamento e Gestão

64 3602-8040 / 3602-8087

Controladoria Geral do Município

64 3602-8055

Secretaria de Assistência Social

64 3602-8800

Secretaria de Turismo

64 3620-2146

Secretaria da Fazenda

64 3624-2400 / 2413

Secretaria de Educação

64 3602-8200

Secretarias

Secretaria de Saúde

64 3602-8100 - 64 3602-8123

Secretaria de Ação Urbana e Serviços Públicos

64 3620-2131 / 3620-2141

Secretaria Infraestrutura Urbana

64 3602-7200

Secretaria de Infraestrutura Rural

64 3620-0012

Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável

64 3620-4130

Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento

64 3612-1944

Secretaria de Esportes e Lazer

64 3620-2081, 3620-2042, 3620-2119

Secretaria de Meio Ambiente

64 3602-8400

Secretaria de Comunicação Social

64 3602-8001

Secretaria de Cultura

64 3620-2071

Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária

64 3602-1281 / 64 992241507