Turismo

 

 Impulsionado pelo agronegócio, o crescimento de Rio Verde tem gerado o desenvolvimento de um setor em expansão em Goiás e no país, o turismo de negócios, responsável por gerar inúmeras divisas. No município, essa modalidade de turismo tem promovido a circulação de milhões de reais. Foi criada, no início de 2005, a Superintendência de Turismo, com o objetivo de fomentar projetos e programas no segmento do Turismo e, conseqüentemente, contribuir para o desenvolvimento do setor.

 

Além das feiras e eventos ligados ao agronegócio e que movimentam as ruas e as finanças da cidade, a instalação de indústrias em Rio Verde é a grande responsável pelo crescimento do turismo. O município abriga grandes indústrias, a exemplo da Perdigão, Cargill, Grupo Orsa, Videplast, Kowalsky Alimentos e Comigo que atraem semanalmente a visita de grupos de empresários brasileiros e estrangeiros que querem fechar negócios, buscam parcerias ou que já são clientes das empresas localizadas em Rio Verde.

 

Para atender a demanda do turismo, Rio Verde possui 31 hotéis, com mais de mil e quinhentos leitos com uma taxa de ocupação mensal acima dos 60%. O município também conta com uma secretaria específica para gerir e apoiar as iniciativas deste setor: a Superintendência Municipal de Turismo.

 

Tamanha vocação para os negócios acabou demandando a formação de uma mão-de-obra especializada, capaz de atender com qualidade os milhares de turistas que, a cada ano, passam por Rio Verde. Essa formação de profissionais qualificados e capacitados chegou com a implantação do curso de Turismo pelo Instituto de Ensino Superior de Rio Verde/Faculdade Objetivo, que formou a primeira turma no início de 2005 e que é o único curso nesta área na região Sudoeste de Goiás.

 

Além destas potencialidades, Rio Verde conta também com vários eventos de grande porte, como a Sudoexpo – Feira de Industria, Comércio e Prestação de Serviço – maior feira do interior de Goiás, que acontece de dois em dois anos, a Exposição Agropecuária (segunda maior Feira Nacional de Gado Nelore, que atrai cerca de 100 mil visitantes), o encontro dos Nômades Moto Clube – onde motociclistas de todo país se reúnem durante três dias na Cidade, a Festa Junina – que é organizada pela Secretaria de Comunicação do Município, onde durante cinco dias, tem concurso de quadrilhas ( estilizada e tradicional), e ainda barraquinhas com comidas típicas de Goiás e juninas. A Festa recebe grupos quadrilhas de todo país. Cerca de 50 mil pessoas passam pelos cinco dias de evento. 

 

O município possui ainda um rico patrimônio histórico, cultural e religioso na área urbana, construído em seus 163 anos de história.

 

Rio Verde conta também com belezas naturais, pousadas em fazendas, onde o turista, em contato direto com a natureza, pode usufruir de trilhas em mata, cachoeira e a vida do campo. O Município conta ainda com diversas cachoeiras.

 

O turismo religioso vem crescendo a cada ano através da tradicional festa do Divino Pai Eterno que acontece na Serra da Capa Branca, com sua igrejinha histórica, localizada a cinco quilômetros da Cidade, onde os romeiros rendem graças ao Divino.

 

Com essas potencialidades, Rio Verde já se encontra cadastrada junto à Embratur como sendo Município de Potencial Turístico.

 

Melhor Rodeio em Touros do Brasil

 

Outro grande evento que movimenta Rio Verde é o Rodeio em Touros. O evento acontece todo mês de julho dentro da Exposição Agropecuária. Rio Verde é tetra-campeão do troféu Arena de Ouro, como o Melhor Rodeio em Touro do País. O grande espetáculo, conta a presença dos principais peões do Brasil, filiados à CNAR- Confederação Nacional de Rodeio e à PRT - Profissionais do Rodeio em Touros do Brasil.

 

Em 2004, Rio Verde também ganhou o troféu Arena de Ouro em duas novas categorias - Melhor Público e Melhor Diretor de Rodeio - Lauro Roberto Dias Chelini.

 

O rodeio tem cobertura da rede Globo de Televisão, com matérias veiculadas em seus principais programas esportivos - Globo Esporte e Esporte Espetacular, além da programação estadual Tribo do esporte, Globo Esporte, Radar e programas jornalísticos da TV Anhanguera e TV Riviera.

 

 Fonte: Assessoria de Imprensa - Telefone: (64) 3602-8001 - email: comunicacao@rioverdegoias.com.br

PRINCIPAIS PONTOS DA CIDADE
 
Rio Verde tem histórias de longa data. Retratada em seus monumentos, praças públicas, igrejas e casarões. Muitos antigos casarões, hoje tombados como patrimônio histórico, receberam departamentos públicos municipais e abrem suas portas para contos e causos.
A cidade mistura o antigo com o moderno num mesmo espaço. A área central tem um comércio ativo, calçadões, Shopping Center e Galerias. O Município cresceu sem perder o aspecto natural de revoadas de pássaros. Araras festejam o final do dia como um relógio que avisa o horário de encerrar a labuta.
O agronegócio se transformou no ícone do município.
 
 
TURISMO HISTÓRICO CULTURAL
 
1.      PRAÇA JOAQUIM DA SILVEIRA LEÃO – local onde está a Matriz Nossa Senhora das Dores. Em abril de 1865 JOAQUIM DA SILVEIRA LEÃO doou o terreno da praça para construção da Matriz .A arquitetura é estranha pois lembra uma urna mortuária o terreno abriga a praça a igreja e abrigava o busto de Visconde de Taunay.
 
2.      PRAÇA DOS COQUEIROS - Em 1971 foram plantadas palmeiras que vieram do Rio de Janeiro, do Jardim Botânico e até hoje são monitoradas pelo. Não podemos arrancar e nem danificar nem uma das 6 palmeiras imperiais. Nessa praça acontecem vários eventos culturais das escolas, teatros, oficinas, feiras. Pontualmente as 18:00, as araras fazem cantoria.O turista se encanta com o som desordenado da espécie.
 
3.      IGREJA SÃO SEBASTIÃO - Na época da revolução Pedro Ludovico já morava em Rio Verde.Essa igreja serviu de trincheira quando P.L estava da revolução em 1930, eles ficaram escondidos no porão e no topo. Em cima dessa igreja havia guerrilhas.O padre Mariano foi enterrado nela.
 
4.      PRAÇA RODRIGUES DE MENDONÇA – MONUMENTO DA FEB – Em novembro de 1947 foi erguido o Monumento em homenagem aos pracinhas que combateram nos campos europeus: Paulo Campos, Sebastião Rosa de Moraes e José Martins Sobrinho.
 
5.      CASA DA DONA AMBRÓSIA - Erguida também no século XVIII, onde a sociedade da época se reunia e era lá que as festas aconteciam.
 
6.      CASARÃO GONZAGA.Foi construído em 1888 e funcionavam vários comércios da família Gonzaga Jaime, lojas de materiais de construção. Esse prédio ficou abandonado por mais ou menos 40 anos. Agora desde a administração passada (2000-2004) ele foi reformado e dia 18/03/05 – foi sua inauguração. Hoje sede também da Fundação Municipal de Cultura e sede da Academia Rio-Verdense de Letras, Artes e Ofícios.
 
7.      PALÁCIO DA INTENDÊNCIA – A dureza de uma antiga cadeia e fórum, recebe a harmonia da arte.
 Quando José de Mendonça veio para Rio Verde para começar suas plantações, aqui era só fazenda. Começou a contratar vários funcionários e aqui foi virando um vilarejo. O pessoal tinha que comprar seus mantimentos, omeçaram então a surgir pequenas vendas. Em 1845 a Fazenda Nossa Senhora das Dores de Rio Verde virou uma vila, precisava ter um fórum, uma cadeia, uma prefeitura. Resolveram construir tudo num mesmo lugar, só que a construção ficou pronta após 40 anos em 1895 que é o Palácio da Intendência. Tem a cela masculina aonde os presos eram jogados num alçapão quando terminava o julgamento. Tem a cela dos presos mais perigosos e menos perigosos e entre essas fica a solitária, lá também aconteciam os julgamentos. Na parte de cima fica a cela feminina. 
 
8.     CÓRREGO BARRINHA - MONUMENTO AO DESENVOLVIMENTO DE RIO VERDE - O Monumento em formato de árvore do cerrado possui 13 metros de altura e 7 de largura, em cerâmica vitrificada, dupla face, estampa o desenvolvimento econômico e cultural de Rio Verde.
 
9.     BARRIGUDA.
Árvore Símbolo de Rio Verde.
Nome Científico: Chorisia Speciosa
Família: Bomba Oaceae
Nome Vulgar: Barriguda.
 
10. MONUMENTOS DOS DESBRAVADORES DE RIO VERDE.
 
Cada um dos blocos de cimento contam sobre uma década. Da história de Rio Verde. A idéia é que a cada 10 anos se coloque mais um bloco.
 
11.  PARQUE DE EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA GARIBALDE DA SILVEIRA LEÃO - é onde acontece o maior rodeio de touro do Brasil.
 
12.  AVENIDA PRESIDENTE VARGAS - Artéria econômica da cidade é onde se encontra tudo.
 
13.  CRISTO REDENTOR - É uma tradição de varias cidades construir um cristo abençoando a cidade e todos seus visitantes. È construído na parte mais alta da cidade.
 
14. Igrejinha da Caiera
A família de Antonio Gomes de Ataíde a construiu em louvor ao Divino Pai Eteno, atribuindo-se em decorrência de uma promessa para curar-se de uma doença.Foi construída no alto da serra de sua fazenda localizada aos fundos da vila Ser Pró, na fazenda cachoeirinha. É tradição esta festa, atraindo muitos romeiros.
 
 
TURISMO DE LAZER – parque temático em ambiente natural
 
15. Thermas Park
Descrição do local
 
O Thermas Park é um atrativo anexo ao empreendimento hoteleiro Silvestre Park Hotel. A estrutura do local é ampla contando com um parque aquático de 9 piscinas, lagos para passeios de barquinhos,restaurantes,salão de eventos,  área de cerrado preservada com concentração de animais (onde se realiza o safári fotográfico), play ground, quadras de campos esportivos, pontes suspensas, criação de peixes para prática de pesque e solte, além de uma trilha peculiar.
 
TURISMO DE AVENTURA
 
16. CACHOEIRA CABELEIRA / POUSADA PARAÍSO DO RIO PRETO
Descrição do local
O espaço destinado a pousada é composto por quatro instalações separadas onde cada uma está equipada com mobília, utensílios e roupas de cama, suficientes para atender famílias de até oito pessoas.
A pousada oferece além de hospedagem, restaurante e lanchonete, piscina, trilha, pescaria, passeio a cavalo e uma alta cachoeira que pode ser contemplada de pontos de observação ou ainda bem de perto, se descer através de uma escadaria instalada.
Existe um ambiente arejado. Está jardinado e bem arborizado.
O atrativo oferta trilha auto guiada.
Há pratica de rapel nessa mesma cachoeira, todavia, o atrativo não dispõe de equipamentos nem mão de obra para atender essa atividade. Os proprietários não se responsabilizam pela atividade.
 
17. TOUR DAS CACHOEIRAS DE OUROANA
Descrição do local
 
ü      Atividades de contemplação turística: o atrativos possibilita a visita para fotografias e banhos.
ü      Atividade de rapel na Cachoeira Água Limpa, o atrativo não dispõe de equipamentos nem mão de obra para atender essa atividade.
Todas as cachoeiras são belas e podem ser contempladas de muito perto.
Em todas elas, as trilhas de acesso estão sinalizadas de acordo com as normas da ABNT.
O Centro de Atendimento a Turistas de Ouroana é um ponto de apoio com venda de artesanatos, camping e banheiros.
Nesse passeio é necessário levar lanche de trilha.
 
 
TURISMO RURAL
 
18. POUSADA MORADA DO SOL
Descrição do local
 
A pousada foi idealizada para traduzir o ambiente bucólico de fazenda, permanecendo detalhes que traduzam uma vida no campo.
A jardinagem é bem cuidada e a beleza da chegada na pousada é contagiante.
O atendimento é restrito a um grupo que ocupa uma única casa.
A residência dos proprietários também está nos arredores, mas a localização, protege a privacidade tanto dos turistas, como dos proprietários. Até mesmo os funcionários habitam sua residência próxima sem interferir no ambiente de atendimento a turista.
Hospedar-se na pousada significa contar um imóvel residencial completo. Mobília e utensílios oferecem total estrutura para o visitante passar dias de completo lazer com conforto.
A sede dos proprietários serve de apoio para café da manhã quando solicitado.
Os serviços de limpeza e camareira são diários.
O cenário da fazenda é favorável a trilhas e visita à cachoeira, as trilhas de acesso estão sinalizadas de acordo com as normas da ABNT.
 
19. Pesque-Pague Estância Igrejinha
 
Descrição do local
Reúne pesca esportiva ou pesque pague, com a fé da visita da igrejinha ou ainda com a trilha desafiadora de 7 KM para os amantes da caminhada. Boa cozinha no restaurante de peixes e áreas de descontração, torna o atrativo uma boa pedida para qualquer dia da semana.
 
Igrejinha
A família de Antonio Gomes de Ataíde construiu a capela em louvor ao Divino Pai Eteno, em comprimento a uma promessa.Foi construída no alto da serra de sua fazenda. É tradição esta festa e atrai muitos romeiros.
 
TURISMO TECNOLÓGICO
 
COMIGO - Tem mais 1500 funcionários e têm filiais em todo sudoeste goiano. A segunda maior cooperativa do Brasil, a COMIGO detém em Rio Verde sua mais complexa estrutura de apoio ao cooperado, realizando inclusive anualmente o evento TECNOSHOW COMIGO.Recebe solicitações constantes para visita e oferece variadas informações a respeito de tecnologia empregada na agricultura.